Desconversas:Duelo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Papo cabeça

Este artigo faz parte do Desconversas, o maior acervo de papo furado da Internet.

  • Cavalheiro: Aqui mãe, chegamos ao mercado.
  • Mamãe: Inda bem, já tô veinha e cansada dismais pra pilutá essa cadeira de roda elétrica.
  • Imbecil do mercado: Eita véia da porra! Eu comeria ela e o bebê!
  • Cavalheiro: Senhor, peça desculpas à minha mãe pela sua falta de cavalheirismo!
  • Imbecil: Eu não! Eu falei o que todos queriam ter dito!
  • Cavalheiro: Então eu o desafio a um duelo!
  • Imbecil: Que duelo, ô idiota? Não tenho espada aqui.
  • Cavalheiro: Bom, você tem sua espada, e eu tenho a minha.
  • Imbecil: Como assim? Não entendi!
  • Cavalheiro: Vamos fazer um duelo de piroca mole na cara.
  • Imbecil: Eita, que diabo é isso?
  • Cavalheiro: Um mete pirocada na cara do outro, e o que desistir obviamente perde, e aí tem que cortar o próprio pinto.
  • Imbecil: Meu deus, mas que brincadeira deliciosa... digo, que brincadeira encapetada é essa, rapaz?
  • Cavalheiro: Você ofendeu a honra de minha mãezinha idosa, e isso não ficará assim!
  • Mamãe: Ô fio, num tem problema não, pode dexá...
  • Cavalheiro: Não, isso tem que acabar!
  • Imbecil: Mas ô bichin, não tem como a gente duelar de outra forma, por exemplo, com marteladas na cabeça?
  • Cavalheiro: NÃO! Faremos um duelo moderno, na moda dos cavalheiros.
  • Imbecil: Ô senhora, me desculpe por favor! E cavalheiro, me desculpe aí também! Pelo amor de deus, mano, vamo duelas não, eu juro que nunca mais faço nada errado, mas por favor, mano, pirocada na cara não, pelo amor de deus, NÃÃÃÃÃÃO!!!!
  • Cavalheiro: Tudo bem, como o senhor pediu desculpas, não haverá mais o duelo. Então, mamãe, vamos lá comprar as berinjelas pra gente fazer nosso festival da berinjelada na cara.
  • Mamãe: Sim, meu bem!