Ativista

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Galvao-bueno-na-globo.jpg Este artigo é sobre algo ou alguém que enche o saco e é muito irritante. Se você vandalizar, ele será seu tormento pro resto da vida!
Icon tools.png Ativista
Fanático; Desocupado

CosplayVadias.jpg

Ativistas fazendo ativismo
Lema Minha opinião é soberana!
O que faz Protesta ao invés de encontrar um trabalho a sério
Utilidade Icon 00 percent.png Nenhuma (só enche o saco mesmo)
Popularidade Odiado por todo o mundo
Salário Médio-cre Depende (há quem pague para ouvir infernizar a paz alheia)
Empresa Rua, Internet
Sindicato Das Feministas, dos LGBT, dos Veganos, dos Aliens, dos Neo-nazistas, dos Maconheiros, dos negros, dos Anarquista, das Putas, dos filho da puta...
Profissionais Ilustres
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Malala Yousafzai
Ex-Profissionais Martin Luther King, Mahatma Gandhi, Rosa Parks
Na ficção Sei lá
Animal O que for mais Politicamente correto. Ou o contrário.
Planta Nenhuma porque segundo algum ativista algures as plantas também são oprimidas (provavelmente os fanáticos do Aquecimento global)
Padrinho da Profissão
Male Icon.png
Malcolm X
Madrinha da Profissão
Female Icon.png
Greta Thunberg



Cquote1.png Você quis dizer: Adolescente Revoltado? Cquote2.png
Google sobre Ativista
Cquote1.png Esse artigo é sensacionalista e preconceituoso e me oprime!! Cquote2.png
Ativista sobre Esse artigo
Cquote1.png É mesmo é? Foda-se. Cquote2.png
Autor desse artigo sobre Citação acima
Cquote1.png Eles levam-nos as drogas, mas não nos levam a nós! LEGALIZE! Cquote2.png
Maconheiro protestando contra a polícia e a favor da legalização da Maconha
Cquote1.png Vas trabalhar seu vagabundo! Cquote2.png
Jair Bolsonaro sobre Ativista
Cquote1.png Lá vem o comunista com seu Iphone. Cquote2.png
Pessoa Normal sobre Ativista
Cquote1.png ESQUERDISTA! Cquote2.png
Nando Moura sobre Ativista

Os ativistas não devem muito à inteligência e por isso protestam contra a exploração de lítio enquanto empunham celulares com baterias de lítio.


Ativista é uma pessoa que não tem o que fazer e, para não morrer de tédio, decide fumar sair para as ruas protestar contra uma merda qualquer. Normalmente os temas dos protestos podem variar de uma prisão política a temas ridículos como legalização das drogas (para ELES usarem é claro), das putas, da pedofilia, etc.

O ativista é sempre ou de extrema direita ou de extrema esquerda, já que o centro político não faz dessas cagadas. Ambos são contra a Democracia, querendo trazer a ditadura de volta. São 100% a favor da opinião única, sendo que só a deles é válida e correta e todo o mundo está errado. Além disso, veem o mundo a "preto e branco" (literalmente) e acreditam todos ser muito oprimidos, sempre terminando protestando debatendo sobre quem é o mais oprimido, numa competição ridícula de auto-vitimização. Os do Movimento negro dizem ser oprimidos pelos brancos que comem feijoada vegetariana; os brancos racistas do Neonazismo dizem ser oprimidos pelas minorias étnicas, as feministas queixam-se da opressão dos homens e do patriarcado, os Masculinistas MGTOW dizem ser oprimidos pelas mulheres e pelo feminismo; os veganos dizem ser oprimidos pelas pessoas normais que comem carne, os que comem carne dizem ser oprimidos pelos veganos, os hippies maconheiros dizem ser oprimidos pelo governo por causa das vacinas, as Gordas dizem-se oprimidas pelas magras e as anoréticas e bulímicas pelas gordas... e isso continua com um eterno ciclo de revanchismo de opressores vs. oprimidos e onde ninguém chega a conclusão nenhuma o que significa que tudo isso é só idiota, mesmo. Mas quem liga, né? No tempo do Tio Adolfinho e do Tio Estaline é que era bom, não é mesmo?

Normalmente um ativista odeia a paz e ama infernizar a paz alheia. Eles fazem isso, principalmente, bloqueando ruas, queimando ônibus pela cidade (mesmo que o protesto seja pela falta de ônibus), vandalizando, pilhando, etc. Mas ele gostam de bancar os "inteligentes" que questionam o sistema desigual capitalista e dizem ser defensores dos pobres oprimidos ou do povo, mas não iriam sobreviver uma semana sem seu aparelho Android ou sem seus iPhones, ou sem o dinheiro dos papais. A maioria deles são hipócritas que chegam a reclamar do Capitalismo enquanto ostenta um carro, tem uma casa de luxo e ganha um excelente salário.

Como Surgem?[editar]

Uma típica ativista feminista: gorda, baranga, mais feia do que o Capeta, enche o saco e que ninguém pega.

O ativista nasce de um profundo sentimento de inferioridade em relação ao outro e isso conduz a xiliques raivosos que se materializam na adoção de uma ideologia qualquer que permita sua auto-vitimização e fazer papel de coitadinho, mesmo que sempre tenha tido tudo de bandeja na sua vida de adolescente e nunca tenha passado por aquilo contra o que protesta (por exemplo aquelas feministas barangas, mais causadoras de pesadelos do que Adolescentes nerds, gordos e suados jogando Counter-Strike dentro de uma Lan House, que se queixam de ser assediadas pelos homens).

Maconheiro fazendo ativismo pelo LEGALIZE da maconha.
Ativista quando você insulta a ideologia dele.

Também pode surgir de alguém que sofre de Complexo de Messias, e por isso se acha o escolhido para nos "iluminar" a todos com a sua infinita sabedoria: no fundo, isso são quase todos, que pacedem de um insuportável arrogância complexo de superioridade face a todo o mundo, porque só eles sabem o que é bom, o que é o melhor, e acha seu estilo de vida superior ao de todo o mundo (mesmo que esse estilo de vida seja falar com árvores e dançar nu debaixo da Lua no meio do mato).

Numa fase mais agravada, o ativista nasce de modinha (o mais comum hoje em dia), e para conseguir "likes" e seguidores nas redes sociais.

O que Praticam?[editar]

Típico skinhead ativista neo-nazi, revoltado com a vida porque sua namorada o trocou por um negão gostoso.
A burrice extrema dos neo-nazis produz ativismo desse tipo.
Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Ativismo

Os ativistas praticam o "ativismo", que é basicamente o mesmo do que "fanatismo".

Como Protestam?[editar]

  • Protesto na rua com cartazes e gritos para infernizar a paz alheia;
  • Enchendo o saco de todo o mundo na Internet;
  • Criando protesto anual para encher o saco: Parada gay, Marcha das Vadias, Semana da Moda,...
  • Impingindo suas crenças políticas a todo o mundo;
  • Enchendo o saco;
  • Pagando-pau para oprimido, coitadinho, vítima, bebê chorão...
  • Discurso de ódio e terror contra "seus inimigos mortais";
  • Sindicatos;
  • Boicotando coisas (como videogame e filmes por não terem personagens femininas suficientes ou terem a mais);
  • Fumando maconha;
  • Estando nu no meio da rua envolto em plástico contra o consumo de carne;
  • Mostrando os seios na Marcha das Vadias;
  • Rabiscando cruzes suásticas esquizofrénicas pela cidade;
  • Criando "slogans" como "orgulho branco", "orgulho negro", "Black Lives Matter", "my body, my rules", "KKK", ...
  • Enfiando estátuas de santos na bunda como protesto contra a Igreja católica;
  • Matando os filhos com sarampo, carências vitamínicas, etc.;
  • Exibindo a bunda, em geral;
  • Enchendo o saco, basicamente;
  • Vandalizando edifícios com rabiscos estúpidos e frases sem sentido;
  • Desfilando em tanga de oncinha e coberto em purpurina;
  • Influenciando e dando justificação para os adolescentes matarem aula (é tudo pelo clima);
  • Já falei que ficam enchendo o saco hoje e sempre, para sempre, até ao fim dos tempos??

Como Conversar com um Ativista?[editar]

A forma que o movimento LGBT encontrou de lutar contra a homofobia foi reproduzir no espaço público o que acontece nos bares gay.

Não. Nunca. Jamais inicie uma conversa com um ativista, se preza seu tempo e sua dignidade!

Ativistas veganos são tão imbecis que mantêm galos e galinhas separados nos seus "santuários" porque acreditam que os machos estupram as fêmeas.

Mas se estiver pensando numa forma de acabar com a sua vida, então, por favor, converse com um ativista e esteja 17363030484 horas a escutar bostas relativas ao seu ativismo, que pode ir desde racismo até pedofilia, até ao direito de um cara se casar com o próprio cão.

Desmascarando o Ativista[editar]

  • Pai: Filho, precisamos falar. Acho muito bom que você nunca tenha arrumado um trabalho.
  • Filho: Ah, pai, essa conversa outra vez, não...
  • Pai: Me deixa falar, filho. Eu vejo o que você publica no Twitter e encontrei sua máscara do Anonymous e seu taco de beisebol...
  • Filho: É, pai… Eu sou Anarquista, sou contra o sistema capitalista.
  • Pai: Eu só queria dizer…
  • Filho: Eu sei o que você vai dizer, pai. Mas não é uma fase, não. A desigualdade social tem de terminar e eu protesto por isso.
  • Pai: Sei...
  • Filho: E não vou parar enquanto o Capitalismo não for destruído! O primeiro passo é eliminar a polícia...
  • Pai: O que eu queria dizer, filho, é que depois de ler tudo o que você escreveu... eu me converti!
  • Filho: A polícia nos oprime- espera, o que você disse?
  • Pai: É isso mesmo, filho. Estou convertido ao Anarquismo. Agora sou como você, filho! Já me despedi de meu emprego...
Ativistas anarquistas preparando o protesto confraternizando.
  • Filho: VOCÊ FEZ O QUÊ!?
  • Pai: Me despedi, mandei eles tomar no cu e a partir de agora vamos protestar junto!
  • Filho: Você está doido, pai!?? Você tinha um emprego estável e ganhava boa grana!!! No que você estava pensando???
  • Pai: Não se preocupe, filho. Vamos lá na empresa os dois partir aquela merda toda para protestar contra o Capitalismo! Botar fogo neles. Levamos seu taco e suas máscaras! Vai ser mara demais! Também já botei nossa casa à venda.
  • Filho: QUÊ!?? Você enlouqueceu!? Onde a gente vai morar??
  • Pai: Quem liga, filho? Acampamos na frente da empresa ou ocupamos algum prédio abandonado! Não é assim que protesta contra o Capitalismo??
  • Filho: Pai, você não pode estar falando a sério... Isso é brincadeira??
  • Pai: Estou falando muito a sério, filho. Agora vamos ser ativistas os dois! Vá, agora comece fazendo suas malas que de tarde vem aí o corretor de imóveis para colocar nossa casa no mercado.
  • Filho: Que merda, pai! Onde vou conseguir Internet agora??
Ativistas do Movimento negro prontos para derrubar a supremacia branca.
  • Pai: Então, filho? Na rua, num bar ou biblioteca, a gente faz uma puxada, que importa?
  • Filho: Mas pai, eu não posso morar na rua! Tenho um MacBook e um iPhone!!! Vou ser assaltado na hora!
  • Pai: Mas que importa essas coisas? A gente tem é de destruir o Capitalismo!
  • Filho: E a gente vai viver do quê?? Do ar!?
  • Pai: Sei lá, filho. As coisas materiais não importam, não é mesmo? Quem liga pró Capitalismo, que só serve para nos oprimir! Vamos virar mendigo ou assim...
  • Filho: E meu carro?? É um Prius!!! Como vou pagar pela gasolina se você se despediu e não vai arrumar outro emprego??
  • Pai: Vamos vender o carro, o computador, o celular e tudo isso, filho! Ainda teremos grana para uns tempos.
  • Filho: QUÊ?? Não pode, pai!!!
  • Pai: Claro que pode, filho. Agora vamos ser ativistas e juntos destruiremos o Capitalismo. Não é o que você queria? Antes estava sempre me tentando converter a sua ideologia. Bem, parabéns, porque finalmente conseguiu! Não sei como estava tão cego...
  • Filho: Não, isso não pode estar acontecendo! Eu não posso viver na rua ou em algum boteco pobre qualquer! Quê, na favela!? Não posso ficar sem meu celular, meu computador! Como vou viver sem Internet!? Sem minhas viagens à Europa, ao Caribe?? Sem minha roupa cara?? Como vou comprar minha maconha, agora?? PORQUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO ISSO COMIGO, PAPAI!?? PORQUÊÊÊ!!!!????

Tipos de Ativistas[editar]

Hippies Ativistas de antes...
... e ativistas de hoje.

Existem vários tipos de ativistas e cada um é pior do que o outro, dentre eles vamos destacar o tipo:

  • O Hipócrita: Esse é o tipo mais comum, esses são os famosos adolescentes modinhas que amam bancar os intelectuais, mas na verdade são um bando de filhinhos de papai que não vivem sem sua mesada de R$ 1000. São escandalosos e amam armar barraco e aparecer, daí seu interesse em ir berrar para o protesto enquanto tira selfies.
  • O Ridículo: O Attwhore de plantão, esse é o pior tipo. Normalmente eles fazem coisas ridículas obviamente inusitadas nos protestos, como acorrentar-se a sítios, enfiar crucifixos no cú, tirar suas roupas no meio do protesto (para exibir seu corpo de Tony Ramos e seu pinto pequeno ou seios descaídos), ou mesmo pregar sua genitália no cimento da via pública só para induzir o vómito alheio. Pode acreditar que aqueles canhões de água da polícia foram criados por causa desses (porque ninguém quer ver isso, mesmo).
  • Baderneiro: Também conhecido como vândalo, esse é o tipo mais perigoso. Esse tipo de ativista quebra e incendeia tudo que vê em sua frente, você, eu e até sua mãe, eles cheiram cocaína antes dos protestos para ter energia para quebrar tudo.
  • O Síndrome de Culpado: Esse é a pessoa que se envergonha de si própria e fica puxando o saco dos outros ativistas ou é mesmo um Endoutrinador, querendo impor opressão a todos os outros, só faltando berrar na cara das pessoas "você é oprimido, PORRA!". Aqui se incluem os brancos que querem ensinar racismo para negros, asiáticos, mulçumanos, etc., e os Homens feministas (também conhecidos como Homens que pedem desculpas às mulheres por serem homens), e todos os outros que querem convencer mulheres e minorias étnicas que têm de acreditar se considerar oprimidos pela sociedade.

Alguns Trabalhos de Ativista[editar]

Os ativistas protestam por e contra muita coisa, aqui ficam alguns exemplos relevantes e de grande interesse social: