Baile

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Eu vou no baile da saudade! Cquote2.png
Sua avó se pintando igual a uma perua "veia" sobre baile

Baile é quando uma pessoa tenta orientar outra a fazer algo e não consegue ou demora a conseguir, em geral a que está sendo orientada é criança, mas nem sempre, tipo você tentando tirar a carteira e seu instrutor levando um baile. Por isso ter movimento e lamúrias, uma festa com dança e música (música por si só já é uma droga) ruim se caracteriza como sendo baile, isso em homenagem ao ato de origem.

Dançando[editar]

Traje para um baile de bibas princesas.

Algumas pessoas dão baile, no primeiro sentido por serem tontinhas demais pra entender que aquela dança não vai dar em nada, mas assim mesmo continuam o baile que pode durar horas, até alguém levar a criatura pro banho, pra escovar os dentes, pra escola, etc. Em caso de baile onde quem leva o baile procura explicar várias vezes a mesma coisa, é o mesmo mecanismo de tontice, pois o cérebro que não quer entender, tem a mesma falha.

Mas, em certos casos também é bom dar baile de propósito, por exemplo os pais querendo que se faça algo bem desnecessário, tipo ir no aniversário do primo que sequer vai com a sua cara e eles insistem, nesse caso é ótimo e ao contrário dos outros casos é inteligente dar um baile para não ir na bosta, tenha um baile lá ou não. Falando nisso, provavelmente terá um bailinho lá e, se você deu um baile mas não conseguiu e seus pais prevaleceram, provavelmente darão um jeito de você dançar com a guria retardada mais sem noção e/ou estúpida possível, que vai te chutar, cuspir, berrar na sua cara, te morder, tudo, menos dançar igual a uma mocinha com massa encefálica.

Mas dance assim mesmo e já que tem que dar baile de bem dado, olhe bem pra cara de quem está querendo o convencer a fazer algo que não quer e, o passo número um, é se desviar e, em seguida uma corridinha básica, a situação vai ficar divertida, já que estava tão chata de concordar. Outro passe legal é pular, mas tem que ter coisas bem legais onde subir e, que não quebrem facilmente pra dancinha não virar tragédia, se chegar ao muro, já sabe o que fazer, é um lindo passo pra fora do quintal pra só voltar quando não der mais tempo de ir a lugar chato nenhum.

Cantando[editar]

Ouça isso que é melhor.

Não bastando ter que dançar nessas condições, ainda vai ter que ouvir um monte de desafinados em um videokê, também não respeitaram a sua vez e, se insistir acabará levando um baile, antes de mandar todo mundo tomar no cú, lembre-se que terá que dar outro baile pra fugir de quem ouviu o xingo ou dos seus pais irmão, ou irmã, caso estejam presentes.

Os passes são fáceis e cantar também não é difícil, a discussão, berros, risadas e choros é bem parecida com aquelas musiquinhas insuportáveis que são cantadas no videokê. Procure xingar dependendo de quem está levando o baile, pode ser que você não apanhe na boca. Pai e mãe dançam sempre que for possível, mas se forem brabos a dança termina em heavy metal.

Agora eu sei pela sua cara que deve estra querendo saber: Toda festinha é um baile? Claro que sim, por mais que digam que não, até uma festa de halloween é um baile e, todo baile bem dado por si só já se parece com hallowen, vai dizer que não? Os piores deles são aquelas criaturas que insistem em querer ter nascido na Europa medieval e não querem saber de higiene, todos se parecem com uma sepultura aberta até que o baile que pode ser bem longo termine.