Cine Trash

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Olho na Bosta, Olho na Band!

Coisa da Band é sempre mal-feita

Este artigo está relacionado à Band. Talvez você não tenha conhecimento da existencia de Cine Trash porque só consegue ver Campeonato Brasileiro com Luciano do Valle e Neto. Seu programa passa logo após o RR Soares (ou não).

Conheça mais dessa gentalha aqui.


A90.jpg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 90's!
Se você não teve infância naquela época, com certeza você está no Facebook ou no Whatsapp neste instante.

A Praga do Dia: Você não conseguirá mais mudar de canal e virará pro resto da vida escravo de programas bostas como Programa H, Descontrole, É Tudo Improviso e Pânico na Band!

Na verdade estre programa era um aquecimento sensual para os meninos inocentes aguardarem ansiosamente o Cine Prive (ou cine Emmanuele) em seguida e moer o palhacinho e grudar os lençóis.

Cine Trash foi uma sessão de filmes de terror que só satã sabe como passava nas tardes dos dias de semana nos anos 90 na emissora com o Olho do Capeta. O programa só passava filmes de terror de última qualidade. Passou entre o início de 1996 e o final de 1997, quase sempre à tarde, até que uns adevogados simpáticos agradáveis que perdem tempo com bobagens e juízes paus-no-cu falsos moralistas começaram a frescar e o programa passou pro horário das segundas à noite, perdendo muito em qualidade (e alguma vez teve?) e até mudando de nome pro ridículo "Cine Sinistro".

Sessão de cinema que iniciou muitos jovens garotinhos que leem a Desciclopédia, talvez até mesmo o teu pai, era o carro-chefe das "tardes macabras da Band", que eram regadas de filmes bem... Terror Comédia. Sim, e tinha muito filme trash bem trash mesmo.

Apresentado pelo Zé do Caixão, vulgo José Mojica Marins, foi uma forma de tentar tirar o personagem da cova (nos perdoem o trocadilho), já que o mesmo desde os anos 70 passou a viver de pornochanchadas e até mesmo pornô bizarro. Funcionou tão bem que acabou assim sendo o único jeito de muitos de vocês lembrarem de um imbecil usando cartola preta, roupas de frade e com sérios problemas para utilizar tesouras ou mesmo incapacidade de roer unha.

O sucesso dessa merda foi tamanho que até o Essebesteira no seu Cinema em Casa começou a apelar com filmes como Sexta-Feira 13 - Parte 9, A Geladeira Diabólica, A Camisinha Assassina, Monstro do Armário, Christine, o Carro Assassino e A Bolha Assassina, entre outros filmes de "enorme qualidade" do cinema de terror.

Filmes que eram figurinha fácil lá[editar]

Como tudo nesses tempos, o programa tinha um CD com sua trilha sonora, que ao menos era melhor que aquelas Lovy Metal da Som Livre que de metal não tem nada. Especial atenção à Gangrena Gasosa, claro.


E mais um monte de outros filmes tão genéricos que nem vale a pena por aqui.

Assista também, se tiver coragem[editar]