Desnotícias:Temer oferece boca-livre e deixa deputados com água na boca (e no bolso também)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

PROPINA'S CITY, Brazil

Romero Jucá, convidado como sempre, é um exímio apreciador dos maiores bacanais promovidos pelos filhos de Brasília.

Na noite desta terça (1), Michel Elias Temer, vulgo vampirão do Planalto, resolveu promover uma festa de arrombados na casa de um de seus capatazes na câmara. A festinha privê (uma das poucas putarias do tipo que não acontecem no Lago Sul ou nos arredores do palácio presidencial, em Brasília), será realizada em Bêaga e contará com personalidades como Paulo Abi-Ackel, Bispo George Hilton, Zé Silva e outros pebas da turma da tornozeleira. Como madrinha de cerimônia, Cheirão das Neves. A música ambiente ficará por conta do deputado Fábio Ramalho, que vai aproveitar seu nome para fazer playback dos maiores sucessos de Zé Ramalho. Por fim, como toda confraternização entre deputados que se preze, terá muitas mulheres da noite, como Gleyvysomn da Silva, um cara que na festa usará como codinome, Nicolly Safada.

O presidente da loja maçônica não pôs sua assinatura no convite para não comprometer seu nome para uma provável eleição em 2022. Mesmo assim, Michel Temer fez questão de mostrar que a festa não foi 100% regada com dinheiro público (só um pouquinho) e explicou que boa parte do valor que será gasto com ela vieram de fundos privados da JBS e repartidos entre os convidados da festa.

Quando questionado por nossa equipe, a Superintendência da Polícia Federal não respondeu se aproveitaria a reunião daquela facção para mandar seus agentes para fazerem o trabalho por ali mesmo.


Fontes[editar]