Freedom Planet

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
AmorFurries.jpg Este artigo foi escrito por furries!!

Por isso, é possível que ele contenha referências a raposinhas, Pokémons ou até mesmo Ursinhos Carinhosos sendo sodomizados por cavalos. Caso você tenha medo de furries, arme-se com um lança-chamas e NÃO leia a pagina abaixo.

Virtualgame.jpg Freedom Planet é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Reimu Hakurei sela mais uma youkai para convidar no outro dia para o chá da tarde.

Planeta Libertinagem
Fp carol boxart.jpg

É isso que dá quando se mistura Sonic + Megaman + Ristar + Gunstar Heroes + Furries !

Informações
Desenvolvedor GalaxyTrail
Publicador Valve Produções
Ano 2014
Gênero Plataforma/ Hentai/ Furry
Plataformas PC Steam/ Wii U
Avaliação 100% Plágio
Idade para jogar Livre (ou não)

Cquote1.png Você quis dizer: Freedom Fighters? Cquote2.png
Google sobre Freedom Planet
Cquote1.png Você quis dizer: Furries Planet? Cquote2.png
Google sobre Freedom Planet
Cquote1.png Isso é plágio de Sonic! Cquote2.png
Seguista sobre Freedom Planet
Cquote1.png Prefiro My Little Pony... Cquote2.png
Brony sobre Freedom Planet
Cquote1.png Não acredito que gastei tanto dinheiro pra jogar uma imitação barata de um joguinho fracassado da era 16 bits... Cquote2.png
Valvreista sobre Freedom Planet
Cquote1.png Jogos Indies são os melhores! Cquote2.png
Gamer classicista sobre Freedom Planet
Cquote1.png ...Mario é melhor! Cquote2.png
Nintendo sobre Freedom Planet.

FP-Lilac.gif

Freedom Planet (em PT-BR, Planeta dos Macacos Liberdade) é um jogo de plataforma-furry inspirado em clássicos do Merda Drive e Super MERDAS. Foi praticamente uma tentativa frustrante de tentar ressuscitar a Era retro 16 bits dos jogos 2D para os tempos atuais, com isso jogaram Sonic, Megaman, Mario Bros., Ristar, Metal Slug, Alex Kidd, Gunstar Heroes, Pac-man, Donkey Kong, Hentai Girls e uma dosagem inimaginável de elementos furries tudo dentro de um liquidificador e saiu essa desgraceira como resultado final.

Introdução (vou enfiar devagar pra não doer...)[editar]

Midna é humana! ALERTA DE SPOILER GAMÍSTICO!

Este artigo gamístico pode conter spoilers que revoltam os nerds, como o fato de que:
Billy vira um galo anti-herói!!

Portanto, leia com cuidado.

Qualquer semelhança com Sonic é... mera coencidência (ou não).

Tudo começa mais de 8000 anos no futuro, depois que todos os humanos foram extintos pelos macacos que posteriormente foram extintos pelos marcianos, os quais trasaram não só com as vacas, mas com todas as outras espécies de animais que ainda sobravam nesse mundo desgraçado. No final das contas a Terra passou a ser rebatizada de Móbius Avalice e uma nova raça de aberrações acabou surgindo e colonizaram todo o planeta (lê-se Sauna Gay) até que outros planetas também acabaram sendo colonizados (lê-se Suruba).

Lilac super animada com a suruba em que acaba de se meter.

A historinha propriamente dita começa quando um gafanhoto mutante descendente de Ganondorf, o qual todos conhecem pelo nome de General Metelão Arktivus Brevon chega em Shangai com sua tropa de Big Daddies, mata o último rei dos moicanos e adota seu filho Starkiller como seu novo escravo sexual aprendiz. Dai ele sai galáxia a fora para conquistar o resto dos planetas, o que só será possível depois que ele coletar a ultima Esfera do Dragão Esmeralda do Caos Gemas dos Planetas (não confundir com as da terceira temporada de Sonic X) que no joguinho ganhou o estúpido apelido de Kingdom Stones, mas sua nave acaba caindo na Terra em Avalice e com isso ele resolve começar a descabaçar o peru por aqui mesmo.

Temendo o pior, Lilac e Carol, duas putinhas pagas (temendo serem encochadas até a morte) parte na missão de impedir que o tal Lord Brevon de obter a Kingdom Stone e de quebra dominar o universo, contando com ajuda de vários amiguinhos, como uma cachorra que parece mais um plágio descarado da Cream e um marciano puritano que pensa ser uma aberraçante espécime terrestre... e assim começa a jornada dos nossos heróis.

Personagens[editar]

Como qualquer santo jogo de plataforma, Freedom Planet tem seus personagens jogaveis, não-jogaveis e sem nenhuma importancia e os "Filhos da Puta". Veja a seguir cada um deles:

Os Principais[editar]

Lilac prestes a receber um ataque por trás das cartas malígnas de Spade (notem como ela arrebita a bunda para recebe-las).
  • Sash Lilac - É a principal personagem entre todos os principais dessa joça. Lilac é a última Dragon Girl que restou sobre o planeta depois que Raiden exterminou toda a raça do Reptile existente no mundo (para quem não sabe dessa treta, vai ver a história de Mortal Kombat). Ela é praticamente a lider do seu grupo (que nem o Sonic; a diferença é que Lilac não é uma metida orgulhosa que acha que dá conta do tranco sozinha só por ter sangue Saiyajin ... ou seja, ela tá mais pra uma Sally) e está sempre preocupada em livrar o seu mundo das garras de Brevon, bem como com a quantidade de furries que querem comer seu rabo (já que ela é figurinha rara). Suas habilidades são praticamente uma fusão das do Sonic + Ristar;

Cquote1.png isso era pra ser uma ofensa?? Cquote2.png
Sonic sobre a descrição acima

  • Carol Tea - É a melhor amiga da onça de Lilac. Carol é uma gata selvagem pseudo-ninja pra lá de cabeça quente que parece mais um cara do que uma garota. Como qualquer outro ajudante de personagem principal, ela fica o tempo todo seguindo Lilac pra tudo quanto é canto, mas, apesar de viver a sombra de sua amiguinha, ela consegue ser mais útil que a maioria de outros tantos personagens que mais atrapalham do que dão suporte. É apaixonada pela Lilac com quem ela vive se trocando atrás das moitas (só pra render hentai nessa bosta). Suas habilidades são uma combinação de Chun-Li + Alex Kidd (só porque sabe andar de moto);
  • Comandante Torque - Um marciano puritano que pensa ser um ornitorinco. Veio pra Terra apenas para impedir Lord Brevon, mas acabou falhando miseravelmente. Com isso se junta a Lilac e suas amigas pra ver se consegue finalmente vence-lo (e quem sabe até conseguir algo a mais com esse monte de mulher). Suas habilidades são uma cópia descarada de Megaman + Marcos + Diddy Kong (devido a variação de armas e a capacidade de planar) com uma pinta de Tails (só porque pilota um avião);

Os Sem-validade[editar]

Cuidado! Tirem os furries da sala!
  • Royal Magister - Um rei xamã que confiou toda a sua esperança na Lilac pra encontrar a Pedra Espiritual Kingdom Stone e salvar o planeta Avalice;
  • General Gong - Um panda-gigante metido a macho que é praticamente o Hulk dessa história (apenas com 1 ou 2 neurônios a menos mais);

Os FDPs[editar]

  • Spade - É o rival de Lilac e Carol, alem de ser o irmão gêmeo da bichinha do Dail. É um bad boy que tem como único objetivo de vida vingar a morte de seu pai e dar um fim em toda essa fuleragem. Sua habilidades são uma mistura de Gambit + Gunstar Red + Shadow (isso porque ele faz uns ataques que mais parecem um Chaos Control);
  • Neera Li - Essa aqui não é só uma filha da puta, mas sim uma Puta por completo. Puxa saco oficial do Royal, vive disputando com Gong pra ver qual deles é o mais fodão, só porque tem um bastão que dá gelo em todo mundo. Odeia Lilac e sua turma e quer mais é ver ela se fudendo em suas mãos. É praticamente o Ikki versão feminina só que com os poderes da Elza;

FDPs Supremos[editar]

  • Arktivus Brevon - O Chefão-Fodelão-Cabra-Macho-Comedor dessa história. É praticamente o filho da puta mais filho da puta entre todos os filhos da puta dessa filha-da-putagem. Ele é o responsavel por toda a galáxia estar na merda e quer ser o imperador supremo do universo comandando-o com todo o seu exercito de mutates-inumanos-ciborgues-furries. Ele tem praticamente os mesmos poderes do Chuck Norris com as habilidades do MacGyver, ou seja, se você for enfrenta-lo... fudeu de vez!

As Fases[editar]

  • Shang Mu Academy - Famosa "fase 0" que só serve de tutorial nessa bagaça. Nem vale a pena falar dela (acreditem!).
  • Dragon Valley - Um canyon desgraçado que foi o que restou dos cenários usados no desenho do Papaléguas. É onde toda a maracutaia começa. Lilac e Carol vêem as naves do exército do Brevon atirando em outra que está caindo no planeta e vão ver que diabos tá acontecendo, onde acabam conhecendo Torque disfarçado de pato-concha ornitorinco. O chefe dessa fase é a Snake (bem aquela do jogo da cobrinha).
  • Aqua Tuner - É um pantano nojento onde Milla morava, até que decidiu sair de lá por falta de saneamento básico. Mais pra frente ela ira se encontrar com Lilac e Carol sem querer querendo. O chefão dessa fase é o Monstro do Pantano.
  • Fortune Night - Simplesmente a mesma porra da Carnival Night, só que agora deixou de ser um parque temático pra ser o maior shopping center da America Latina. Durante toda a sua busca pelo Prefeito Zao, nosso coleguinhas terão o desprazer de ter que enfrentar Serpentine em diversos momentos, isso até o próprio Zao chegar e botar ordem nessa porra. O chefão? Serpentine! É claro! Só que aqui ele pilota um megazord em formato de chita que solta laser pela fuça.
A Base Termal
  • Sky Battalion - Uma frota de navios voadores que nada mais é que a Wing Fortress. O Prefeito Zao deu para os heróis um navio voador pra acelerar a ida até a base de Brevon, só que no meio do caminho eles são atacados pelas tropas de Brevon e começa a parafernalha em pleno ar (com direito a detonar canhões, enfrentar o Gambit Spade, fuder com helicópteros nazistas, voar de aviãozinho... enfim.). O chefão é a bichinha do Dail montado num pavão (Sério? Quer coisa mais gay que isso? Épico, Diva!).
  • Jade Creek - Típica zona de filme de pancadaria japonesa (ou chinesa, ou ainda coreana... Você sabe, essa galera asiática do olho rasgado!) com arvores frondosas e petalas de flor-de-lotos caindo pra tudo quanto é lado. Para explicar melhor: Depois da treta aérea, nosso heróis conseguem chegar até o palácio de Royal Magister, mas a puta da Negra Li Neera Li descobre que Lilac e Carol são ex-integrantes de um gangue da qual Spade faz parte, e diz que são eles que estão enganando o magnata e manda todo mundo pra cadeia (Quem disse que teu passado não te condena?). Depois de uma tentativa frustrante de fuga, Lilac propôs a Royal que ela e sua equipe provem que de fato são inocentes e dai são mandados para essa florestazinha enquanto são atacados o tempo todo pela putinha da Neera Li. O chefão dessa vez é o Serpentine novamente, só que agora num aeromodelo turbinado com metralhadoras e cheio de Big Daddies.

Depois disso, todo o plano vai por agua a baixo e todos entram em crise emo. Após muito lenga-lenga, Carol e Lilac começam a discutir sobre a relação delas não estar dando certo, e com isso terminam o namoro e Carol vai dá pro Spade resolvem se separar indo por caminhos diferentes: Carol e Milla vão para Trap Hideout e Lilac vai direto pra Thermal Base. Agora voltemos as fases:

  • Trap Hideout - Um apê de treinamento ninja criado por Espio depois que este havia virado o último Hokague. É jogavel apena com Carol e Milla, que depois de se separarem de Lilac tiveram o desprazer de se reencontrarem como o filho da puta do Spade, alem de uma frota de robôs-ninjas enviados por Scorpion. Ou seja, o chefão é o próprio Spade depois que você enfrenta varios ninjas num Boss Rush.
  • Thermal Base - É praticamente Rapture depois de ter sido reformada. Lilac resolveu ir logo direto pro cacete com Brevon, mas não aguentou nem os aquecimentos antes do primeiro coito. Com isso ela é torturada no pior estilo 50 tons de cinza possivel até ser salva por Torque e os outros. O chefão é uma digievolução do Lula Molusco com os poderes do Bola de Fogo.
Lilac e Torque durante uma sessão de estupro feito pelo grande cafetão Brevon
  • Pangu Lagoon - A famosa terrinha psicodélica e lesérgica de Mushroom Kingdom que foi repovoada pelos novos hippies futurescos. Depois de ter se ferrado na Base, Lilac resolveu se recuperar fumando todas nesse lugarzinho medíocre. Começou a ter alucinações e no final enfrentou como chefe um Dragão (que era na verdade um holograma fudido feito pela Syntax).
  • Battle Glacier - Finalmente a guerra começa! Rebeldes vs. Império! E é nas montanhosas geleiras da antiga Ice Cap que a base inimiga está instalada. As tropas de Zao e Gong estão sendo lideradas pelos quarteto Fantástico Lilac, Carol, Torque e Milla. O chefão final é novamente o viadinho do Dail agora montado num minhocão (humm... boiola!). No final, depois de ser derrotado, ele tentará dar uma Genki Dama em tudo e todos, mas nessa hora Spade aparece e acaba com a raça dessa bicha de uma vez por todas salvando Lilac e os demais.
  • Final Dreadnought - Essa parte é a mais loooooooooooooonnnnnnga de todo o jogo (tanto é que foi dividida em 4 partes):
    • Parte 1 - Aqui todos os alarmes disparam e a galera invade o môrro a ultima base secreta. Tem como chefão uma xereca mecanizada com rodinhas que atira orgasmo incandecêntes.
    • Parte 2 - Agora você está na parte subaquatica-espacial onde você vai começar a ficar sem ar a menos que pegue aqueles malditos monitores de água. O chefão aqui é o Serpentine depois de tomar bomba em modo Berserker.
    • Parte 3 - O bagulho tá ficando cada vez mais tenso, mas é agora que chegamos na parte em que os heróis finalmente vão mandar toda essa papagaia pra puta que pariu (desativando todas as torres de energia). No entanto, quando tudo parecia está chegando ao fim, eis que aparece o fodelão do Lord Brevon pra estragar com a brincadeira, mas você não enfrenta ele e sim a Milla! É, a coitada da MILLA! Ela foi sequestrada pelo general filho da puta que drogou a guria com a mesma parada do Serpentine, fazendo ela atingir a puberdade mais cedo virar uma aberração mutante. Mate.. digo, derrote a Milla e depois veja Lilac e Carol em um moneto emo pelo que aconteceu com sua amiguinha, seguindo de uma famosa fúria nordica contra o Lord desgraçado.
    • Parte 4 - Ultima fase em que você só vai ficar jogando ao estilo Sonic Jump até chegar ao topo da base de Brevon. No final rola de tudo até você derrota-lo e correr pro abraço.

A Batalha Final[editar]

A treta final para ver quem vai comer a bunda do outro!

Lilac e Carol ficam cara-a-cara com o cafetão do Brevon! Só pela cara de emputecimento das duas está mais que claro que elas estão cançadas de só terem tomado no rabo e querem enfim fazer general metelão pagar por todos os seus pecados. Mas claro que Brevon está pouco se fudendo para as putas que ele fodeu, e a fim de se guardar para as outras quengas do seu harem que ainda não enrabou, ele manda seu gigantesco vibrador de 5 toneladas, com 300m de comprimento e 280cm de largura "satisfazer" as duas, mas o brinquedinho não dá conta do recado; com isso Brevon resolve usar seu sex-mecha enraba-las até que sangrassem, mas esse tambem acabou brochando. Já mais que insatisfeito, o proprio general-cafetão resolve dar conta das duas vadias com sua adaga perfurante, só que tantas noitadas como outros furries acabou fezendo com que ele não tivesse mais energia suficiente para uma última treta, deixando-o numa situação onde nem viagra conseguia levantar o infeliz. Com isso Lilac parte pra cima de Brevon estuprando-o até a morte com sua técnica milenar Cometa Turbina no Cu e fudendo com a porra toda. Assim Lilac e Carol salvam seu planeta purpurinado dessa praga fodedora que estava transformando esse mundo num verdadeiro puteiro.

E no final? O que acontece?[editar]

Cquote1.png Lilac-senpai, me assedie gomenasay, né? Cquote2.png

Com o planeta novamente pacivo pacífico, colorido e gay como era antes, Torque volta para seu mundo pois não aguentava mais tanta viadagem, Spade chuta Dail do trono, Serpentine se fudeu, Neera Li e Gong resolvem começar a se pegar escondidos do Royal Magister, Prefeito Zoa é zoado, a Kingdom Stone voltam pra puta que pariu, Milla não morre mas vai morar com Lilac, e por fim Carol assume que é lesbica e passa a chupar Lilac pelo resto de suas vidas reata a relação com Lilac. Fim dessa viadagem.

Importância na cultura Furry[editar]

Freedom Planet trouxe conceitos muito importante para a proliferação da cultura furry no mundo dos jogos. Numa geração onde os gamers estão simplesmente cagando para a nintendo (que já não fazem mais Star Fox e Zeldas como antigamente) e a empresa do ♪ Let It Go! ♪ (que resolveu descartar Mickey e seus amiguinhos pra ficar agora produzindo só filmes e desenhos de super-heróis e fantasias espaciais), era necessário que os jogos Indies tomassem uma providência para os furries da nova geração, e a solução foi um jogo no estilo do Sonic em que só tivesse bichinhos pra enfrentar ao invés de robôs e máquinas criada por um cientista maluco dentro de um universo cyberpunk. Só na primeira semana em que o jogo estreou na Steam, mais de 1 bilhão de downloads foram foram feitos bem como compras concretizadas (a maioria dessas por jovens de 40 anos mas com mentalidade de 10 que moram no porão do quarto de suas mães estuprando gatos, cachorrinhos e papagaios) sem contar a pirataria frenética por parte dos hackers-otakus, ressussitando assim a cultuadas geração de raposinhas que adoram serem vítimas de sodomias (isso ainda dentro de um mundo onde a viadagem vem crescendo de forma tão acelerada que só mesmo Chuck Norris pra dar conta dessa bagaça).

Resumão do jogo em 12 minutos[editar]

Planeta da Libertinagem em 12 minutos

Ver também[editar]

Cquote1.png Issooooo! É hitmo de festaaaaaa!!! Cquote2.png
Silvio Santos sobre Freedom Planet