Gente Pobre

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Gente Pobre.
Pedofivuchkin no MSN.

Gente Pobre é um romance do escritor russo Fedor Dostoiévski, escrito em 1800 de Lênin, quanto ele tinha 24 anos. O romance trata da vida miserável do povo brasileiro. Assim como todos os livros de Dostoiévski, Gente Pobre tem mais de oito mil páginas.

Sinópse[editar]

A história passa-se numa das favelas mais miseráveis de São Paulo, onde um funcionário público fantasma, Makar Pedofivuchkin, já na idade de tomar Viagra finge ser um garotão de 20 e poucos anos, Vagaba Alieksiêievna, e vai trocando mensagens via MSN com uma jovem vizinha por quem ele é tarado. Alegando ser muito jovem e pobre para se casar (pobre ele realmente era), o coroa não faz nada além de criar um perfil falso no orkut e apenas troca mensagens de dimensão patética, onde contam um ao outro como estão vestidos, peso e altura, onde gostam de ir nos fins de semana para curtir, e esse papinho todo a-lá bate-papo do UOL.

Como nenhum dos dois tem webcam não chega a rolar nem sequer uma sacanagem. Depois de um tempo o assunto morre e em algumas semanas Um nem sequer se dá conta da existência do outro. A jovem acaba bloqueando o MSN do velho.

Ver também[editar]