Nelson Rodrigues

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Va-a-merda-porra-(Luiz-Carlos-Alborghetti).gif Este artigo pretende ser ofensivo!

Se você não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.

E se se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!


Wikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Nelson Rodrigues.
Nelson Rodrigues foi um grande defensor dos direitos da mulher moderna, inspirando a redação da Lei Maria da Penha...

Cquote1.png Você quis dizer: Pervertido Cquote2.png
Google sobre Nelson Rodrigues

Cquote1.png Você quis dizer: Tarado Cquote2.png
Google sobre Nelson Rodrigues
 Cquote1.png Você traiu o movimento romântico véio Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Nelson Rodrigues
Cquote1.png Na União Soviética, o Nelson Rodrigues lê VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Nelson Rodrigues
  Cquote1.png Foi u cão quem butô pra nois lê! Cquote2.png
Jeremias sobre Nelson Rodrigues.
  Cquote1.png Ele é muito nojento. Cquote2.png
Bibliotecária sobre Nelson Rodrigues.
  Cquote1.png Nunca li. Mas não tenho a menor dúvida de que ele seja muito romântico... Cquote2.png
Carla Perez sobre Nelson Rodrigues .
  Cquote1.png Bati muito assistindo Engraçadinha!! Cquote2.png
Você sobre personagem do Nelson Rodrigues.
  Cquote1.png Ele é muito cool! Cquote2.png
Estudante de Artes Cênicas sobre Nelson Rodrigues.
  Cquote1.png Ele me plagiou, pois a minha tara foi escrita antes de 1900 e guaraná com rolha, e chamei isso de Psicanálise. Cquote2.png
Sigmund Freud sobre Nelson Rodrigues.
  Cquote1.png Ele é o único bastardo que escreve melhor do que eu! Fezes! Devia ter nascido nos trópicos para ver umas boazudas de biquini para inspirar meus livros. Cquote2.png
Oscar Wilde sobre Nelson Rodrigues.
  Cquote1.png Façam mais uma minissérie com a obra desse bastardo pra fechar o horário da madrugada! Pois tem um monte de nerds insône assistindo o desencapetamento da Igreja Universal! Não quero perder esta audiência!!! Cquote2.png
Doutor Roberto sobre Nelson Rodrigues.
  Cquote1.png O amor é uma flor roxa, que dá sempre no coração dos trouxas... Cquote2.png
Nelson Rodrigues fazendo uma análise profunda dos sentimentos humanos e de animais .
  Cquote1.png O Nelson Rodrigues é... é... é... um brasileiro que apresenta toda uma brasilidade de diversas culturas que se intercalam em... em... em... um movimento de exposição de toda uma diversidade unificada em um propósito diametralmente oposto a um... um... um... rigor estabelecido na história do povo brasileiro... que é co-re... re... representante ativo de uma... uma... uma... vivência cultural inata Cquote2.png
Gilberto Gil sobre Nelson Rodrigues .
  Cquote1.png Nem todas as mulheres gostam de apanhar. Apenas as normais Cquote2.png
Nelson Rodrigues sobre Sua Mãe.

Cquote1.png Ah sei..é aquele que escreveu Presença de Anita né...? Cquote2.png
Luciana Gimenez sobre Nelson Rodrigues.
Cquote1.png É nele que eu me inspiro para escrever meus livros!!! Cquote2.png
Jiraiya sobre Nelson Rodrigues.

Nelson Galinha Rodrigues é considerado um dos maiores escritores e dramaturgos da literatura brasileira, juntamente com Paulo Coelho e Tiririca, bom, pelo menos é o que dizem os alunos de Artes Cênicas e demais desocupados e desempregados envolvidos com teatro, entre outras vagabundagens do gênero. Ele também é muito apreciado pela Rede Globo de Tele-alienação com minisséries baseadas na sua obra para cobrir o horário da madrugada na disputa pela audiência com a Record e a sua programação de safadezas da Igreja Universal, além dos movimentos religiosos por meio das suas histórias de envolvimento de religiosos com a mulher do compadre, do vizinho, do padeiro, açougueiro, marceneiro, pedreiro, enfim, ao mostrar os padres e pastores traçando as mulheres da cidade inteira.

Obras[editar]

Suas histórias inspiraram diversas obras desenvolvidas pelo cinema brasileiro, como a pornochanchada , que expressam o valor intelectual da sua obra ao apontar o cotidiano de muitos brasileiros, como o tio que deseja a sobrinha que é desejada pelo professor que está agarrando a mãe dela que também sai com o vizinho que não passa de um pederasta que paga para ser possuído por estivadores, ou mais ou menos isso...   Várias obras de sua autoria foram adaptadas para a televisão pela Globo, como; "Engraçadinha", e até mesmo a "Sem Graça", nacionalmente reconhecidas pelo seu conteúdo educativo para toda a família no período da madrugada, amplamente apreciada por nerd's e pessoas com insônia, na qual a sua audiência oscilava com a programação da Record que apresenta ações do Banco Universal do Reino de Deus.

Suas histórias também são amplamente disseminadas pelo teatro, na qual ele compõe parte dos clássicos da literatura brasileira voltada para este fim, principalmente nas universidades, onde seus textos são apreciados e apresentados entre rodinhas de fuminho e violão, entre pessoas extremamente dedicadas a MPB, Chico Buarque, Caetano Veloso, entre outros brasileiros xaropes que expressam a brasilidade contemporânea dos tempos antigos como diria o Gilberto Gil.

Nelson Rodrigues fez obras tambem sobre o Fluminense time que era advogado,defensor,escudeiro,torcedor

 

Biografia[editar]

Nelson Rodrigues no seu tempo de colegial, com seu típico sorriso maroto.


Nelson Rodrigues cresceu em uma família de classe média e como típico almofadinha criado pela vovó, foi mandado para estudar em um colégio interno para rapazes, administrado por freiras, onde permaneceu até o final da sua adolescência, da qual só teve a oportunidade de sair do colégio em datas festivas para visitar a família, como no natal, da qual era empanturrado de guloseimas pela vovó, que foi responsável pela sua estrutura "rechonchuda" até seus quinze anos. Como típico gordo e burro, como ocorre em muitos colégios, o jovem Nelson era mal tratado pelos colegas, vítima de muito escárnio e deboches por parte dos seus colegas, na qual esta difícil fase foi decisiva para a sua futura carreira.

Enquanto Nelson Rodrigues permanecia no colégio, ele dispunha de um caderno de anotações da qual escrevia seus pensamentos mais profundos, como o que ele imaginava que a mãe dos seus algozes faziam diariamente, transcrevendo seus xingamentos mais íntimos sobre aqueles indivíduos que lhe maltratavam, colocando textualmente as pragas que ele rogava sobre as mães, irmãs, pais, tias, avós, enfim, sobre toda a família daqueles que lhe transformavam em vítima de escárnio, prometendo vingança em curto prazo. Ele também transcrevia diversas situações que ele presenciava e flagrava no convento, entre elas estão as "reuniões" das freiras com os sacerdotes que fiscalizavam e cobravam a prestação de contas sobre a gestão financeira daquele ambiente lucrativo.

Quando concluiu seus estudos, o jovem Nelson começou o seu primeiro emprego como estagiário na redação de um importante jornal policial do Rio de Janeiro que retratava o cotidiano do mundo cão da cidade, na qual ele desempenhou importantes funções nesta época, como operador de fotocopiadora (xerox), gestor de logística de recursos perecíveis (carregador de garrafas de café no escritório) secretário de comunicação social (atendia telefone para ouvir reclamações e denúncias da comunidade, e para informar que determinado funcionário não "se encontrava na redação" a pedido deste), até que por falta de fotógrafo na redação, o jovem Nelson foi promovido para esta função, da qual passou a acompanhar a rotina da violência carioca nas ruas e a vivenciar diversas histórias nas delegacias, da qual foi promovido a repórter por falta de mão-de-obra qualificada no jornal que pagava pouco, da qual a sua experiência neste meio passou a fazer parte das suas anotações que virariam livros e por conseqüência peças de teatro, filmes e minisséries...   Assim que Nelson Rodrigues ganhou a vida, ao expor a imundície da espécie humana (ou não) nos seus livros até o final da sua existência em uma cama de hospital, acometido por cirrose, câncer de pulmão e esôfago e tuberculose por conta da sua vida boêmia, regada a muito wisk e cigarros, consumidos inveteradamente nos piores botecos e boates do Well de Janeiro, da qual segundo relatos, suas últimas horas foram seguidas por felação recebida de um travesti com a qual teve um caso, com um cigarro introduzido no orifício da sua traqueostomia por onde passou a respirar pelas últimas horas.

Apesar de ser pernambucano, viveu a maior parte da sua vida miserável no Rio de Janeiro como jornalista defensor do fluminense em colunas esportivas, na qual ironicamente foi sepultado no cemitério São João Batista no bairro do Botafogo.


Frases[editar]

Nelson Rodrigues se notabiliza por suas frases de efeitos extremamente verdadeiras agressivas.

  • O casamento já é indissolúvel na véspera.

Não se iluda com a vagabunda sua namorada. Ela não te ama, só quer um otario pra bancar

  • A educação sexual só devia ser dada por um veterinário.

Porque sera??

  • Sou contra a pílula, e ainda mais contra a ciência que a inventou; a saúde pública que a permite; e o amor que a toma.
  • A Igreja está ameaçada pelos padres de passeata, pelas freiras de minissaia e pelos cristãos sem Cristo. Hoje, qualquer coroinha contesta o Papa.
  • Os padres querem casar. Mas quem trai um celibato de 2 mil anos há de trair um casamento em quinze dias.
  • Não há ninguém mais bobo do que um esquerdista sincero. Ele não sabe nada. Apenas aceita o que meia dúzia de imbecis lhe dão para dizer.
  • As feministas querem reduzir a mulher a um macho mal-acabado.
  • Quando os amigos deixam de jantar com os amigos [por causa da ideologia], é porque o país está maduro para a carnificina.
  • Eu amo a juventude como tal. O que eu abomino é o jovem idiota, o jovem inepto, que escreve nas paredes "É proibido proibir" e carrega cartazes de Lenin, Mao, Guevara e Fidel, autores de proibições mais brutais.
  • Entre o psicanalista e o doente, o mais perigoso é o psicanalista.
  • O povo é um débil mental. Digo isso sem nenhuma crueldade. Foi sempre assim e assim será, eternamente.
  • Só o inimigo não trai nunca.
  • Nem todas mulheres gostam de apanhar, só as normais.
  • Invejo a burrice, porque é eterna.
  • Se todos conhecessem a intimidade sexual uns dos outros, ninguém cumprimentaria ninguém.
  • Só o rosto é indecente. Do pescoço para baixo, podia-se andar nu.
  • A prostituta só enlouquece excepcionalmente. A mulher honesta, sim, é que, devorada pelos próprios escrúpulos, está sempre no limite, na implacável fronteira.
  • O dinheiro compra até o amor verdadeiro.
  • O brasileiro, quando não é canalha na véspera, é canalha no dia seguinte.
  • O artista tem que ser gênio para alguns e imbecil para outros. Se puder ser imbecil para todos, melhor ainda.
  • A mulher ideal deve ser dama na mesa e puta na cama.
  • Ser bonita não interessa. Seja interessante!
  • Sem paixão não dá nem pra chupar um picolé
  • Toda a unanimidade é burra
  • Se os fatos são contra mim, pior para os fatos.
  • Perfeição é coisa de menininha, tocadora de piano.
  • Amar é ser fiel a quem nos trai.
  • Não existe família sem adúltera.