São Miguel das Missões

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Brasilia1.jpg Passa a certeira! Perdeu, preibói!

Aí, mermão, este artigo aqui, ó, é brasileiro, tá ligado? Só fala de futebol, come feijoada, exporta diplomatas, puxa o saco dos EUA, paga imposto pra caralho e põe a culpa no governo pela ausência do Prêmio Nobel.


O município de São Miguel das Missões é uma localidade do Rio Grande do Sul tombada como patrimônio mundial da UNESCO e por isso não pode ter sua estrutura modificada, então resume-se a uma catedral no meio de uma pradaria.

História[editar]

Panorama do município de São Miguel das Missões em um dia movimentado.

A atual etnia local é de portugueses, espanhóis e índios ex-escravos. Para essa missão jesuítica de São Miguel eram mandados os índios que mais causavam problemas em São Paulo, então no início ele meio que funcionava como um presídio. Tudo isso simultaneamente ao fato de que Espanha e Portugal queriam aquele mosteiro pois o Tratado de Tordesilhas ainda não havia sido feito, tanto que após sua confecção os portugueses se retiraram pacificamente. Anos depois, os espanhóis venderam a missão para alguns alemães.

A única construção na cidade é a Catedral de São Miguel das Missões (foto ao lado), nela é possível ver como portugueses e espanhóis são vilões na história mundial.

O Município participou de várias batalhas, a sua catedral tem uma ampla visão do horizonte e do alto de suas muralhas equipadas com eficientes catapultas sempre foi uma grande força para os insurgentes. A primeira guerra enfrentada foi Guerra Guaranítica, que ocorreu depois que Dom Pedro disse que o português e não o tupi-guarani iria ser a língua oficial do país. Com raiva dessa decisão e de ter que aprender falar essa língua estranha, os guaranis destruíram São Miguel das Missões.

Reconstruída, a cidade ainda foi decisiva na luta pela independência dos Estados Unidos do Sul conhecida como Guerra dos Canudos e depois Farroupilha.

Michelângelo visitando São Miguel

A cidade ainda foi cenário da Missão de Robert De Niro.

São Miguel das Missões é uma cidade meio que nem existe, pois é só uma catedral. Para chegar lá são 12 horas de ônibus de qualquer cidade decente até Santo Ângelo, mais duas horas de pau de arara com galinha, pato e gayuchos e duas horas a pé até o vilarejo. O pau de arara só passa uma vez por semana; se escolher o dia errado vai ficar uma semana no fim de mundo vendo pedras e comendo sanduíche do único lugar que vende comida na cidade (restaurante? hahaha).

População[editar]

A Maoioria da população de São Miguel das Missões é formada por patricinhas burras e playboys viados pessoas que se acham melhor que todo mundo (como todo o bom paulista)

Esporte[editar]

O esporte favorito local é o "Queima a Rosca", onde muitos jovens se reúnem para sentar no colinho dos colegas.

Ver Artigo Principal[editar]