The Harém Loud House

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
NovoWikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: The Loud House.
Copa-2010.jpeg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos anos 10's!
Se você NÃO teve infância naquela época, provavelmente está no aguardo da chegada de uma iminente terceira guerra mundial.


The Loud House
Vai começar a putaria.

Vai começar a putaria.
Formato/Género Comédia familiar, animação, harém, incesto, lolicon, shotacon, LGBT
Duração 11 min
Criado por Chris Savino
Diretor(es) {{{diretor}}}
Produtor(es) {{{produtor}}}
Apresentador(es) {{{apresentador}}}
Elenco Um monte de gente

Narrador {{{narrador}}}
Tema de abertura Musical
Tema de encerramento Musical também
País Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Rede de televisão Nickelodeonlogo.jpg Nickelodeon
Formato de Exibição {{{formato_exibição}}}
Idioma {{{idioma}}}
Transmissão original {{{p_transmissão}}}
– presente
Qt. de temporadas 4 (e uma 5ª em promessa)
N. de episódios Um monte
[{{{website}}} Página oficial]
IMDb
TV.com



Babel fish.gifTraduzindo: A casa alta
Babel Fish sobre The Loud House

Cquote1.png O certo é "A Casa Barulhenta" Cquote2.png
Eu sobre Tradução acima

Cquote1.png Você quis dizer: KissxSis Cquote2.png
Google sobre The Loud House

Cquote1.png Você quis dizer: Kodomo no Jikan Cquote2.png
Google sobre The Loud House

Cquote1.png Você quis dizer: Boku no Pico Cquote2.png
Google sobre The Loud House

Cquote1.png Você quis dizer: Steven Universe versão Nickelodeon Cquote2.png
Google sobre The Loud House

Cquote1.png Vai fazer filho lá na casa do caralho Cquote2.png
Você sobre os pais de Lincoln

Cquote1.png Amadores, consigo fazer muito mais Cquote2.png
Brasileiro pobre sobre os pais de Lincoln

Cquote1.png Desenho de um menino com 10 irmãs? Hummmm... partiu rule 34! Cquote2.png
Pervertido sobre The Loud House

Cquote1.png PORCARIA! Cquote2.png
Palavra que chega mais perto de um palavrão que você vai ouvir sempre em The Loud House

Cquote1.png Uau! Essa TV é mágica? Estou me vendo mais jovem Cquote2.png
Carla Perez sobre Leni

Cquote1.png A rockeira até que é gostosinha Cquote2.png
Alguém sobre Luna

Cquote1.png Cê tá louco!? Ela parece com um homem Cquote2.png
Outro alguém sobre o comentário acima

Cquote1.png AAAAAAARGH Cquote2.png
Freddy Fazbear sobre Lucy

Cquote1.png Amei aquela princesinha Cquote2.png
Suzane von Richthofen sobre Lola

Cquote1.png Maglela, dentuça e sem glaça Cquote2.png
Cebolinha sobre Luan

Cquote1.png Vou me mudar pra lá Cquote2.png
Pedo Bear sobre The Loud House

Cquote1.png Que ótimo outro desenho de um menino dentuço com a vida problemática. Cquote2.png
Timmy Turner sobre The Loud House

Cquote1.png Na verdade eles são dentuços porque a idéia original era fazer uma família de coelhos. Cquote2.png
Desenhista sobre comentário acima

Cquote1.png Discriminação! Dez meninas e nenhuma é negra Cquote2.png
Moralista sobre The Loud House

Cquote1.png Isso sem contar que eles contribuem para a solidão da mulher negra. Cquote2.png
Outro moralista sobre os pais do Clyde

Cquote1.png Um menino, dez meninas. Aqui é uma maravilha. Cquote2.png
Música de abertura sobre The Loud House

The Loud House é mais uma série desanimada da Nick, o próprio canal anda muito escasso em relação a desenhos de qualidade, por muitos anos o canal viveu as custas de Bob Esponja e Os Padrinhos Mágicos. Em busca de novidades, a Nick comprou um desenho novo que prometeu trazer meia duzia de audiência, cortando o orçamento do lanche da tarde. Todos os episódios se resumem em uma única casa, mas com um conceito muito peculiar que pode chamar a atenção de garotos com pouca interação social com o sexo oposto.

Sobre a série[editar]

Hora de socar o irmão. Lincoln já se acostumou a apanhar e encara o perigo de frente.

Imagine que você é o único homem que mora com 10, eu disse 10 meninas diferentes na mesma casa, parece um paraíso, não acha? Tá legal, agora imagine que você não pode comer nenhuma delas (sendo que só duas ou três valem a pena afinal elas são suas irmãs), não ficou bom agora, não foi? E agora imagine essas minas te maltratando, gritando no teu ouvido, te fazendo de escravo e você não tem direito a se manifestar. Essa é a vida de Lincoln Loud. Basicamente, é mais uma série ao estilo Life With Boys, Nicky, Ricky, Dicky & Dawn e Crash & Bernstein.

Marketing infalível. É só manter um personagem de um desenho famoso como refém.
Cquote1.png Assista The Loud House ou eu mato o Steven! HAHAHAHA!!! Cquote2.png

The Loud House é como aqueles animes que conta a história de um homem morando com várias garotas, mas sem o apelo sexual que estamos acostumados a ver nos animes, algo como: esbarrar em uma delas e apalpar as petcholas sem querer querendo, as leis americanas não permitem putarias (explicitas) em suas animações.

Para garantir o sucesso que a série consegui alcançar[carece de fontes], os produtores investiram em cada menina com personalidades e características diferentes, dependendo do público-alvo, você pode se identificar com uma delas ou pode achar uma que combine melhor com sua tara.

História[editar]

Era uma vez, um casal que tiveram uma filha antes do casamento, eles então decidiram se casar e criar uma única filha para lhe dar todo amor e atenção, mas por causa da lua de mel eles tiveram mais uma filha. Então o casal queria ter um menino porque todos querem ter meninos, e um ano depois nasce mais uma menina, eles não desistiram e estavam determinados a terem um menino de qualquer jeito, resultado; um ano depois, uma menina e mais um ano, mais outra menina.

Algo me diz que The Loud House seria assim se fosse criado na FOX.

O pai e a mãe estavam deprimidos, cada ano era uma decepção, assim como cada minuto era gol da Alemanha, e a renda da família não poderia sustentar mais uma criança, então eles decidiram parar. Quase dois anos se passaram e os pais ouviram falar da bolsa família e que era muito fácil aplicar um golpe para ter esse beneficio (tem gringo ganhando bolsa família e você nem sabia), eles tentaram ter um menino mais uma vez, mas para garantir, como já estavam na onda dos brasileiros, eles fizeram uma simpatia. Durante o sexo eles usaram 1 garrafa de cachaça, 1 galinha preta, 1 kg de farinha, 1 sacrifício humano e 1 assinatura de contrato e assim finalmente nasceu um menino, o casal estavam satisfeitos e a mãe fez uma operação para não engravidar novamente e todos viveram felizes para sempre, certo? ERRADO!!!

Três anos se passaram, e do nada, nasceu uma menina com um olhar frio e sombrio, era uma maldição. E dois anos depois nasceram gêmeas endiabradas, mais dois anos depois nasceu uma menina prodígio com uma inteligência maligna nunca vista em alguém tão jovem e finalmente três anos depois, nasceu outra menina, como ainda é bebê, sua personalidade maléfica ainda não foi manifestada. E é só... pelo menos por enquanto MWAHAHAHAHAHA!

A casa[editar]

A turma reunida para assistir televisão. Só não estão brigando porque nunca tem nada pra assistir no domingo a tarde. Apenas a Lynn quer ver o futebol.

A casa da família Loud é tecnicamente a maior protagonista do desenho, está sempre presente em todos os episódios e a série foi nomeada de The Loud House em sua homenagem. É uma casa de subúrbio de tamanho bem comum, porém muito pequena para caber 13 membros, sem falar do cachorro, gato, hamster, caralho canário e os etcs. Cada um divide o quarto em duplas de dois, menos Lilcoln (pras irmãs não verem o pinto dele), que dorme em um closet (uma espécie de armário embutido em casa, sei lá, coisa de americanos). E o mais impressionante de tudo é que a casa tem cinco quartos, um closet e um banheiro no andar de cima, sendo que a casa, vista de fora, não tem tal tamanho para tantos cômodos, acredita-se que há uma expansão métrica do espaço-tempo dentro da casa que pode expandir-se exponencialmente no lado interno, mas ninguém liga para essa teoria, o que as pessoas acham mais absurdo é o quanto de energia, água, comida e demais recursos naturais são desperdiçados lá. Alguém chama o Capitão Planeta pra dar uma lição de moral nessa família!

Personagens[editar]

Família Loud[editar]

Lori pedindo educadamente para Lincoln sair do seu quarto.
  • Lincoln Loud, o protagonista - 11 anos - O irmão do meio, exatamente no meio, o único macho (biologicamente falando) dos irmãos, ele era originalmente loiro mas sofre tanto stress que seus cabelos já ficaram brancos antes da velhice. Enquanto todas suas irmãs têm alguma personalidade, a dele é de ser o protagonista, pois ele não tem talento ou alguma característica marcante. Ele gosta de fazer coisas comuns como ler gibis, ficar de cueca na frente das irmãs e olhar pra parede falando sozinho de como é conviver com 10 irmãs. Lincoln é o menos preferido da casa e dos fãs.
  • Lori Loud, a mandona - 17 anos - A mais velha, mais gostosa, mais nervosa, mais mandona, solta peidos quando acha que ninguém está olhando e fala "literalmente" tantas vezes que a palavra perde literalmente o sentido. Lori é nada mais que uma adolescente com constantes crises de TPM, sendo a mais velha, ela foi obrigada por anos a cuidar dos irmãos caçulas, e continua assim até hoje. É a única que tem namorado, um mexicano fracassado que tem trabalhar constantemente para sustentar sua família pobre e gasta o resto com ela. Para fugir da realidade de sua família, Lori fica o tempo inteiro no celular, esquece de tudo da vida, é como se fosse um álcool para ela.
O futuro emprego de Leni.
  • Leni Loud, a loira burra - 16 anos - Segunda gostosa, é a segunda que tem peitinhos visíveis ao olho nu. O que ela tem de beleza, tem de jumentice, essa garota é tão burra que usa uma camisola da vovó e acha que está na moda. Surpreendentemente, Leni tem um grande talento para artesanato e skills de lockpick o que não condiz com a sua cabeça, que só serve como suporte de óculos de sol sendo que ela nem usa (os óculos... e a cabeça também). Assim como a Tori Vega e o Bob Esponja, já tem idade para dirigir mas já sabe, né? É muito mais seguro para a humanidade se ela ficar longe do volante ou como ela diz; "negócio que gira".
Luna tocando de calcinha na praia. [1]
  • Luna Loud, a rockeira - 15 anos - Há muitas controvérsias a respeito de sua gostosura, uns dizem que ela é uma delícia e outros que é lésbica igual a Yumi. Sua paixão pelo rock começou aos 12 anos, quando experimentou metanfetamina pela primeira vez, lhe causando uma alucinação que estava voando pra perto do Mick Swagger e se transformando em roqueira. Luna está sempre em constante energia, ela costuma sair escondida de madrugada para ir aos shows de rock e sempre volta chapada, mas veja o lado bom, se fosse no baile funk ela voltaria drogada e grávida.
  • Luan Loud, a descíclope - 14 anos - Pronuncia-se "Luen" para não ser confundida com um menino pois já tem a cara parecida com a do Jim Carrey. Luan é comediante e sempre faz trollagens para seu divertimento pessoal, não importa o quanto abale sua vítima. Ela quer ser profissional no ramo da comédia mas só faz sucesso num único lugar onde aceitam retardados aspirantes a humoristas, na internet, criando artigos para desciclopédia... NÃO, PERA!!![2]
Mabel e Luan seduzindo você (parece mais que vai rolar um beijo).
  • Lynn Loud Jr., a machona - 13 anos - Versão feminina (biologicamente falando) do Kick Buttowski, Lynn é esportista, transforma tudo que vê em esporte e adora puxar brigas com os meninos, ela é a mais próxima de Lincoln e já dormiu com ele por algumas noites sendo que Lincoln estava só de camisa e cueca, e Lynn também usava camisa e cueca (aliás, muitas meninas nessa casa dorme apenas de camisa e cueca), de modo que só não deu merda porque o Lincoln não aguentava os roncos e peidos da Lynn e ia dormir no banheiro, consequentemente o pessoal da internet começou a fazer shipps incestuosos com eles.
  • Lucy Loud, a emo - 8 anos - Ovelha negra da família, Lucy é loira mas sempre pinta o cabelo de preto para representar a escuridão de sua alma. Ela tem uma incrível capacidade de se teletransportar em lugares diferentes para dar jumpscares em seus irmãos. Vive lendo poemas depressivos e tentando cometer suicídios, ela vê dead people pela casa que são mais amigos dela que os irmãos. Lucy tem um terrível segredo que poderia arruinar eternamente sua vida se alguém descobrir, ela lê gibis de um My Little Pony genérico.
Lucy ao saber que ganhou um milhão de dólares.
  • Lana Loud, a muleka - 6 anos - Uma menina que se parece mais com um menino que o próprio Lincoln. Lana está sempre pronta para fazer o trabalho sujo e não, não é trabalhando para máfia, é literalmente sujo mesmo. Ela tem fetiche por lama, sapos, cobras (ui) e mais outros bichos eróticos exóticos que por alguma razão desconhecida, desaparecem. Se alguém da família pode ser lésbica, essa é a candidata perfeita. Sua característica marcante é que ela tem dois dentes faltando.
  • Lola Loud, a patricinha - 6 anos - Irmã gêmea de Lana e 2 minutos mais nova, Lola é completamente oposta de Lana. É delicada, gosta de rosa, glitter e mata os bichinhos da Lana quando a incomoda. Lola é uma psicopata doentia que sonha em ser Miss Universo de qualquer jeito, não importa se tiver que pegar atalhos ou eliminar a concorrência para alcançar seus objetivos. Ela é a mais filha da puta das irmãs e consegue ser chata pra porra, alguém totalmente desprezível em que toda série deve ter uma. Assim como a Lana, tem dois dentes faltando.
  • Lisa Loud, a Lisa Simpson - 4 anos - Lisa é mais inteligente do que o resto de seus irmãos, família, você e sua família juntas. Por ser uma gênia, ela consegue ser menos expressiva que a Lucy, Lisa é aquela tipica personagem de desenho que inventa geringonças tecnológicas complicadas, coisas que nem a NASA seria capaz de criar. Ela passa a maior parte de seu tempo em seu quarto provocando explosões e fazendo seus irmãos de cobaia.
  • Lily Loud, a stripper - 1 ano - A caçula da família Loud até agora, faz o papel de bebê irritante adorável que toda história de família grande possui. Lily é uma verdadeira máquina de sujar fraudas. Ela é a maior causadora de cenas inapropriadas no programa, está sempre querendo andar sem roupa em todo lugar, uma sem vergonha.
  • Mãe e Pai Loud - Os pais de toda cambada, no inicio eles não identificavam seus rostos pela vergonha de gerar tanta molecada em meio a crise mundial. Não se sabe muito sobre eles, o que se sabe é que a mãe se chama Rita, é dentista, tem uma baita de uma buzanfa e usa um sutiã especial para manter firmes os peitos que já estão extremamente muxos devido as constantes amamentações.O pai se chama Lynn (não é nome de mulher?) e não sabemos a profissão dele mas ao julgar pelas roupas que usa, deve ganhar menos que sua esposa, trabalha em um escritório genérico que passa o maior parte do tempo mais se divertindo do que trabalhando.

Nota: Todos os nomes da família Loud tirando a mãe começam com L, isto é uma mensagem subliminar para Lolicon, principalmente porque é muito similar com o nome Lincoln, que é sempre citado no desenho... uma conspiração, pensem nisso.


Figurantes Outros personagens[editar]

A ideia de apresentar o primeiro casal gay inter-racial na nick para gerar polêmica dos religiosos, fazendo aumentar o ibope... foi um fracasso.[3]
  • Clyde McBride, o melhor amigo - O mais recorrente fora da família Loud, ele é amante amigo de Lincoln e plágio de Irwin, é nerd, afro-descendente, tem um amigo idiota e tem fantasias por uma loira malvada, a irmã mais velha do protagonista (como todo melhor amigo de um cara que tem um monte de irmãs), a Lori. Apesar de ser todo certinho ele é mais um personagem polêmico por dois fatos, quando Clyde vê a Lori, lhe causa hemorragias nasais com uma enxurrada de sangue, isso não vemos em desenhos ocidentais e o segundo fato é que ele tem dois pais gays, é verdade, não tô zuando desta vez. Incrivelmente, Clyde já conseguiu pegar todas as irmãs de Lincoln, até a Lily (quando ele se vestiu de bebê) e também a Lori (Clyde estava inconsciente, mas pegou) e também uma outra gótica fora de contexto, esse moleque é foda, o fato de ser polêmico o torna mais atraente.
  • Howard e Harold McBride, o casal gay - São os pais super protetores e atenciosos de Clyde que a Nick contratou pra tentar lucrar com a polêmica. A única coisa que eles fazem é ficar andando de bicicleta e mandar o filho calcular o imposto de renda.
  • Ronnie Anne Santiago, a tsundere - É a irmã mais nova do Bobby Santiago e colega de classe de Lincoln, ela é uma versão castellano da Mônica, uma valentona que vive maltratando o Lincoln, mas que no fundo é apaixonada por ele e vice-versa(assim como a Mônica é com o Cebolinha).
  • Sra. Johnson - A professora da classe de Lincoln. É uma velha rabugenta que vive ensinando seus alunos por meio de chantagens emocionais. Ela normalmente solta a aranha nos fins de semana.
  • Charles - O cachorro pulguento da família
  • Cliff - O gato da família, que é cheirado por todo mundo.
  • Walt - O canário da família, diferente do Piu-Piu, não tem problemas com o gato (ou não).
  • Geo - O hamster da família que vive dentro de uma pokébola.

Polêmicas, por que não?[editar]

Tem gente que diz que só assiste por causa do enredo.

Mesmo que The Loud House seja considerado um desenho para toda família, ele não poderia estar de fora do público que gosta de ver a versão de sacanagem de qualquer desenho que foi criado para o entretenimento, tal como foi citado na abertura: "Um menino, dez meninas". O que você imaginaria? A série é um prato cheio para as pessoas que tem a mente poluída, como você que está acessando a desciclopedia, pois envolve pedofilia, incesto (assim como em Gravity Falls temos o Pinecest em The Loud House temos o Loudcest), viadagens, waifus, MILFs, lolicons, e de acordo com a regra 34 da internet: "Se uma coisa existir, há pornografia dela, sem exceções". É claro que o criador sabia disso e tudo foi meticulosamente acrescentado de forma discreta para levantar o pau maior número de público de todas as idades.

Harém Porém, há outros grupos que protestam contra a série:

  • Moralistas: dizem que os negros são mal representados.
  • Conselho Tutelar: estão discutindo que os pais percam a guarda das crianças devido ao abuso do trabalho infantil doméstico.
  • Religiosos e conservadores: eles também acusam de ser uma ameaça ao casamento hétero, devido à presença de pais gays na série, alegando que todos no planeta vão se tornar gays e a humanidade irá se extinguir.

Criador safadão[editar]

Por alguma razão desconhecida, o criador queria que as irmãs mais velhas fossem desse jeito.

No dia em que estava chuvoso em algum lugar no planeta o criador de The Loud House, todo mundo odeia o Chris Savino, teve sua bunda chutada da Nickelodeon após várias denúncias de assédio sexual, seus alvos eram mulheres da industria de animação incluindo Lori e Leni que eram ameaçadas de serem apagadas do papel caso denunciassem o Chris.

Isso já havia ocorrido a cerca de quatro anos atrás. Chris estava trabalhando de boa e uma baita mulherona estava perto dele e tinha um projeto que estava sendo desenvolvido sob sua supervisão. Então Chris, muito solidário, pegou todos os dados pessoais dela incluindo endereço e telefone para "ajuda-la" a levantar o projeto dele nas horas vagas. Aí você já sabe, né? Conversa aqui, conversa ali, ele deu umas bebidas e daí então seu projeto de desenvolvimento foi solto. A mulher ficou muito ofendida pois ela já tinha passado no teste do sofá e não precisava fazer aquilo de novo.

Como resultado Chris foi demitido pelo Roberto Justus com a justificativa de que seu desempenho na cama não foi lá grande coisa. Obviamente The Loud House vai continuar com seus episódios por que é alguma coisa que presta no canal da Nick, isto é, talvez seja por pouco tempo, já que a maior graça no desenho são as piadas sexuais ocultas que só os mente poluídas conseguem entender. Com certeza os outros produtores vão fazer um episódio sobre assédio sexual, só pra jogar na cara do Chris e zoar com ele. Vacilão!

Conclusão[editar]

No geral, podemos encontrar todos os tipos de coisas estranhas nos desenhos de hoje em dia, por isso recomendamos que, se um dia você ver The Loud House e achar inapropriado, foda-se, você não faz a diferença nesse mundo e se você for pai ou mãe e está preocupado com que seus filhos veem na TV fique sabendo que eles já assistem coisa pior na internet quando você não está por perto.

Notas[editar]

  1. Agora ela é gostosa pra você, né? Safadinho.
  2. Ela faz videos no YouTube e tem só míseros 50K de inscritos. E 30% deles são inscritos fã-tasmas
  3. Pois não gera mais grandes repercussões como antigamente.

Ver também[editar]