Trap

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Sem comentários...
Trap é algo que Hanabusa Idou aprova!

Este é um típico artigo Yaoi, que menciona coisas gays que só gays yaoístas curtem. Se você é cabra omi e odeia Yaoi, NÃO LEIA este artigo, pois ele pode levá-lo para o lado rosa da força, mas se carapuça serve, sente, digo, sinta-se à vontade.

Clique na imagem para ampliar e conhecer a galeria completa de traps.

Cquote1.png Você quis dizer: Traveco de hentai Cquote2.png
Google sobre Trap
Cquote1.png Experimente também: Futanari Cquote2.png
Sugestão do Google para Trap
Trap é uma palavra da língua inglesa que pode ser livremente traduzida como armadilha ou cilada. Mas no caso deste artigo, refere-se a uma classe de fetiches hentai voltados à tara por... travestis.

Fetiche[editar]

Os japoneses e o povo do oriente em geral são todos muito parecidos, sendo muitas vezes difícil até mesmo de identificar o sexo das pessoas. Somando isso ao fato de que eles também são mestres em cosplay e ainda têm uma jeba extremamente pequena, é até compreensível o tesão japonês por traps, já que os travecos orientais realmente aparentam ser mulheres, enquanto os ocidentais parecem mais nabos zumbis do inferno.

Não deve-se confundir trap com futanari, pois embora pareça a mesma coisa, existe diferença entre ambos. Futanaris são hermafroditas, geralmente mulheres gostosas com um pau maior que o do Kid Bengala. Traps são homens de aparência kawaii que se vestem igual a uma mulher bonita, mas não necessariamente são gays (aham, sei...).

O teatro kabuki é um grande incentivador e fonte de inspiração para os apreciadores de trap no Japão. Já no Brasil, os fãs desta arte ainda são vistos maus olhos e incompreendidos pelos demais. Vide o caso do Ronaldo, por exemplo.

Nas histórias[editar]

As histórias envolvendo traps geralmente estão mais voltadas para o gênero ero comedy, quando algum otário se apaixona por uma moça que nunca viu na vida e depois acaba descobrindo que "ela" na verdade é "ele".

Como em hentai não existe preconceito e todos os personagens são sempre bissexuais, pouco importa o que acontece depois da descoberta, já que tudo vai sempre acabar em putaria mesmo.

Galeria[editar]