Virgens que não sabem chegar nas minas na balada

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Virgens que não sabem chegar nas minas na balada são aquelas pessoas de natureza virgem, caso o nome não tenha deixado isso claro, que pagam cem conto para entrar numa balada e ficar no camarote, até mais se for no Villa Mix com as suas gostosas, mas que apesar deste investimento que propicia um handicap na conquista das meretrizes do ambiente, acabam ficando apenas no canto, fritando nas proximidades da caixa de som, não conversando com nenhuma pessoa do sexo oposto, apenas enchendo a cara com cerveja Samba e passando a noite sem pegar ninguém, e no final da balada, dizendo para os amigos que foi para lá apenas para dançar.

A única diferença destes hominídeos para os nerds que não pegam ninguém na balada é que nem sempre eles são nerds, podendo eles serem playssons ou rosqueiros mesmo.

Características[editar]

Pessoa deste calibre fazendo uma de suas raras investidas em uma garota, antes de ser expulso por um segurança negão do tamanho de um armário duplex.

Estes seres rosados naturalmente virgens, que apesar do nome em nada se assemelham aos machos virgens, cuja vida sexual é ativa, passam os seus dias mandando aquelas cantadas meia boca nas minas pelo Facebook, achando que estas merdas de redes sociais irão ajudá-lo a comer alguém. O problema é que, mesmo que a lábia deste ser seja boa enquanto ele está se escondendo atrás de uma tela, se por um acaso ele conseguir marcar um encontro, ele irá travar na frente da mina, assim como trava na frente das minas nas baladas da vida.

Para aqueles mais crescidos, pelo menos biologicamente falando, que estão inseridos no mercado de trabalho, eles possuem aqueles trabalhos isolados que exigem pouca ou nenhuma socialização, como alimentador de leões ou bilheteiro de metrô, cuja única frase que precisa dizer é "tem cinco centavos pra facilitar o troco?".

Apesar de não investirem em habilidades sociais, estas pessoas se unem em bandos aos finais de semana, sendo que todos possuem a mesma característica, a virgindade que exala, e procuram perder este cabaço com alguma mina da balada, nem que seja aquela -1/10 que mataria do coração até São Jorge.

Atuação[editar]

A primeira fase da noite é sempre igual, eles arrumam-se por três horas, botam as melhores roupas, passam aquele perfume importado que custou dois meses de salário, e após saírem de casa e se encontrarem, comentam entre si que a noite será de caçada, e que eles estão motivados a passarem a linguiça em todas as minas do ambiente, e que o mínimo aceitável é pegar umas cinco minas 10/10.

No caminho para o ambiente da balada, eles começam a se preparar, comprando os pacotes de Halls, passando na farmácia para pegar camisinhas e separando o dinheiro que supostamente será usado em um motel barato.

Ao chegar na balada, quando eles percebem que a realidade é levemente diferente do mundo da imaginação, a ansiedade social começa a bater, e após não pegarem ninguém nos primeiros minutos, eles dizem que estão apenas observando o movimento, e que irão começar a pegar as minas as três da madrugada, quando as garotas estão animadas com as misturas de vodka com cocaína.

As três da madrugada, o horário mágico, aquilo que seria o momento de começar a pegar as minas, acaba virando o momento de escorrerem as lágrimas, e destes virgens irem para o "cantinho do fracasso" (aquelas cadeiras que tem em qualquer balada), e ficarem lá se lamentando por serem uns bostas que não tem coragem de ficar com uma mina, passando a conversar de RPG com os nerds que não pegam ninguém na balada, outro espécime que está ali apenas para fazer número. Enquanto isso, aquele cara de Havaianas feio pra porra, fedido e que entrou de bicão na balada está passando o rodo em geral e recebendo vários boquetes.

Futuro[editar]

O futuro destas pessoas é a extinção em menos de vinte e quatro anos, pois eles não podem reproduzir com uma mina com a qual eles nunca conseguiram falar nem um "oi". A exceção é se eles prenderem uma delas no porão, mas por eles serem cabaços, o mais provável é que eles engasguem com a própria saliva no momento em que forem comer a sequestrada, e morram sozinhos sem nunca terem fodido na vida.

Talvez uma alternativa para a manutenção desta espécie sejam as doações para o banco de esperma, porém será difícil eles encontrarem alguma mulher disposta a dar a luz a um filho de seres como esses, que são atrasados evolucionalmente, de acordo com as palavras de Darwin.

A única solução para estas pessoas é trabalhar bastante, ficar rico e pagarem alguma attwhore de Facebook para ter um filho deles, cujo nome será invariavelmente Enzo quando homem, ou Valentina quando mulher.

Ver também[editar]


v d e h
Isso é Coisa de Macho!
Ou não.
Polifodao.gif

AgroboysAmigaysBad BoysBasic BrosBonitinhosBonzinhosBonzõesCachaceirosCafajestesCafetõesCafuçúsCarecasCaucasianosChatosComputeirosCornosCowboysDoidosEscravocetasFanboysFeiosHomem feio, forte e formalFilhos da putaFlanelinhasFodõesFunkeirosGarotos de 9 anosGalãsGamers punheteirosGaysGays casadosGigolôsGordosGuris retardadosÍndiosIntrovertidosHomensHomens FeministasHomões da porraMachos alphasMachos betasMachos até debaixo de outros machosMachos italianosMachos latinosMachos virgensMagrosMaridosMitrasNamoradosNegõesNerdsNerds que não pegam ninguém na baladaNu malesOs ManosOtakusPadresPagodeirosPaisPangarésPés de lãPitBoysPirangueirosPlayboysPlayssonsPseudozoeirosProstitutosPunheteirosPutos (gíria dos gajos)RicardõesTaradosTravestisTravestis machosTorcedoresVagabundosVadiosValentõesVirgens que não sabem chegar nas minas na balada